a sinceridade das minhas palavras escondem por trás de si desejos tão sórdidos e intenções tão mesquinhas que chego a desconfiar de tal sinceridade. Seria ela espontânea? Seria digna de confiança? Ou apenas um meio de conseguir o que desejo através da conquista da confiança alheia? Pior, não seria esta sinceridade uma traição do meu imenso desejo de manter-me calado?

em alguns cadernos encontro alguns raros escritos sobre sensações de determinados momentos de minha vida (como a passagem acima). os que se mostrarem atuais serão compartilhados nesse raro momento em que me desapego do medo de minhas palavras

Anúncios