Eu tinha uma pressa
– Mas era uma pressa muito fodida –
De chegar a algum lugar
De tanta pressa, de tanto caminhar
Eis que cheguei
E eis que nada havia
Que não houvesse d’onde parti
Ou por onde passei
E agora, não tenho mais aonde ir
Nem por onde passar
Nem pra onde voltar
Só me resta a pressa fodida
Que angustia meu caminhar

Anúncios