A boca ostentava fulgor vermelho
O olhar bailava no salão
Emanava alegria nos seus movimentos
Arrancava famintos comentários ao redor
Por dentro, corroía-se a alma
Vazia de sentido
Temor de apagar-se.

Anúncios