o vento que passou
levantou a saia da menina
rasgou o mormaço da tarde
levou os papéis da mesa
agitou as roupas no varal
derrubou três mangas amaduradas
entornou a garrafa vazia
gelou o espinhaço idoso
bateu a porta da cozinha

o vento que passou
causou furdunço
só por pirraça

o vento que passou
veio, entrou, e passou

Anúncios