janeiro 2013


A cidade passeia em teus olhos
Em todos os aspectos
Se torna fotografia
O que registras, fica imóvel
Em um giro, o tempo altera tudo

A cidade se move
Um rastro tortuoso de luzes
Desliza e desfaz tudo
A cidade se liquefaz
Diante de teus olhos

Anúncios

vou te contar um segredo:

gosto dos teus segredos
e do jeito como te esquivas
e do jeito como vens

teus movimentos leves
guardam uma inquietude
o voo adiado da borboleta

num dia de sol
manhã recém-acordada
ainda quero te ver voar