Defronte o espelho, aparecia nua.
Via-o ao longe, vestido. Aproximou-se. Começou a despi-lo. Peça por peça.
As roupas acumulando-se ao redor. E cada vez mais peças.
Desesperava-se. Só poderia ser um sonho. Ele nunca chegava à nudez.
Acordou esbaforida. Ao seu lado o hálito quente dele. Respiração suave.
Dormia.
Ele nunca chegava a nudez.

Anúncios